Dilema da caminhada


Porque me sinto assim tão cheia e vazia
morta e viva
num eterno dilema indefinivel

por que me sinto como se pudesse voar
mas com os pes grudados no chão
por medo de me dar
ao vento tão voluvel

por que me sinto assim tão completa e metade
de amores e de vontade
de lutas e de temores

por que vivo assim querendo o que não alcanço
rejeitando o que nas mãos tenho
e abraçando o nada
que nada me dá

que dilema cruel
viver sem viver
amar sem amar
sentir dor e não saber aonde

por que me sinto assim
tão insegura e cheia de mim
num ardor de quem sabe que ainda não chegou o fim
de quem apenas caminha 
nesta vida que me empurra
tirando de mim os anos
dando-me apenas migalhas de sonhos incompletos

por que me sinto assim... 
rosto ao vento
olhar perdido de quem busca algo
no fim do horizonte que não acaba...

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão

Transformação

Bobagens da decepção