Postagens

Mostrando postagens de 2015

Rascunho da eternidade: Transformação

Rascunho da eternidade: Transformação: Custo a acreditar no nada passo as madrugadas caçando em meus sonhos as respostas que me farão despertar custo acreditar que a vida é s...

Transformação

Imagem
Custo a acreditar no nada
passo as madrugadas caçando em meus sonhos
as respostas que me farão despertar

custo acreditar que a vida é só isso
e que no limiar da minha alma existe um precipício
deito-me no umbral, sonho com o normal
revirando de dentro aquilo que sequer imagino 

quero a vida, não só minha
quero todas as minhas vidas
descobrir quem sou, quem fui 

dedilhar nas cordas do destino
a minha canção de vida, e de morte
morrendo por dentro 
vivendo por por fora

quero a vida, não morta
mas viva mesmo
aquela que me inebria
me absorve, me liberta

penetrando na bruma azul do nada
de braços abertos para tudo 
quero ser a pagina em branco 
e ser escrita de novo...

Profundezas...

Imagem
No mergulho de minha alma Descubro-me só Povoada de sonhos Com multidões de desejos
Nas páginas dos dias Escrevo sem querer A história de uma vontade Nunca saciada
Crendo no amanhã Entrego-me ao hoje Não conto horas, nem minutos Velejo nas ondas do tempo
Acumulo dores Vislumbres, suores Forçando meus pés a ir Sem deitar-me Sem morrer-me

Quero o meu dia, inteiro, completo Quero a alegria de estar certo Relego as lagrimas Encharco-me de vida Me embriago do vinho
Da vinha da vida

Rascunho da eternidade: Decisão

Rascunho da eternidade: Decisão: Então corri em sua direção estiquei extremamente meus braços e minha vontade toquei de leve na sua pele fria quedei em ti, perdida em mi...

Decisão

Imagem
Então corri em sua direção
estiquei extremamente meus braços e minha vontade
toquei de leve na sua pele fria
quedei em ti, perdida em mim 

Não... Não quero mais correr atrás
quero estar à frente... abrindo meu caminho
fortalecendo meu domínio
abraçando meu destino


decidi assim hoje
meio que obrigada a ver a verdade
assumir minha inteireza
descobrir-me plena 

Posso até não ter você
Mas mil outros terei
sonhos podem sempre renovar
meus dias não

permito-me voar
aceito suas asas, destino
me permita sentir
que eu posso ser livre...

Preto e branco

Mesmo sem jeito vou vivendo
assim mesmo sem vontade
ela, a vontade foi passear
quem sabe encontrou um grande amor...


sorte dela, que me abandonou...
deixou só, sem vontade... sem querer..
vivendo impassível...
como se a vida não tivesse gosto


gosto que gosto?
gosto de nada, de ninguém...
talvez seja isso
que fez da minha vida
um quadro preto e branco


quero cor, quero gosto, quero vontade
quero gostar...